Em João Pessoa, Semana de Ética reúne mais de 500 profissionais e estudantes

Nesta quarta-feira (2), a Semana Paraibana de Ética teve seu pontapé inicial com a realização de três eventos em João Pessoa. As instituições de ensino UFPB, Maurício de Nassau e Unipê foram os locais escolhidos para reunir profissionais e estudantes da área tecnológica em torno do debate sobre a cultura ética

Pela manhã, o evento foi realizado na Universidade Federal da Paraíba (UFPB) e contou com exposição dos engenheiros eletricistas João de Deus Barros e Luiz Valladão Ferreira, diretor geral da Mútua/PB e diretor da Associação Brasileira de Engenheiros Eletricistas – Seção Paraíba, respectivamente. O procurador de Justiça Valberto Lira também foi um dos painelistas.

À tarde, no Unipê, o presidente do Confea, Joel Krüger, ministrou palestra sobre Engenharia e Ética na Reconstrução do Brasil. Durante a abertura, ele parabenizou o Crea-PB pela iniciativa em promover um debate amplo sobre o tema. O engenheiro civil lembrou que tanto a ética como a corrupção estão presentes no cotidiano particular e profissional de todos. No entanto, destacou a importância da Engenharia para o desenvolvimento brasileiro e a necessidade de uma atuação profissional ética. “Cada ação nossa tem que ser pensada de maneira ética. Quando eu não utilizo a melhor técnica, pensando na acessibilidade, nas condições de segurança de trabalho, eu estou faltando com a ética profissional. Não devemos pensar só no produto das ações, portanto, mas em todo o processo”, disse Joel Krüger.

O presidente do Crea-PB, Antonio Carlos de Aragão, falou sobre o simbolismo em iniciar a Semana na data em que comemora-se o Dia Nacional da Ética. “No momento atual do nosso país, discutir essa temática é uma obrigação da nossa classe profissional”, destacou. Aragão deu as boas vindas aos presentes e colocou o Crea-PB à disposição dos estudantes, maioria do público. “As portas estão abertas, tanto para a instituição de ensino, como para os futuros profissionais, que podem nos ver como aliados na valorização educacional, profissional, e na defesa da população”, concluiu.

A programação da tarde foi finalizada pelo painel “Ética e Transparência”, que contou com as exposições da contadora Maria Elisabete Vila Nova, controladora do Crea-PB, e do procurador de Justiça, Leonardo Quintans, representante do FOCCO-Fórum Paraibano de Combate à Corrupção.

A faculdade Maurício Nassau foi palco do último evento da Semana Paraibana de Ética em João Pessoa. Na ocasião, foi destaque o debate da ética a partir da interlocução entre o Conselho de Engenharia e a Ordem dos Advogados do Brasil. Neste debate, a coordenadora da Comissão de Ética do Crea-PB, Carmem Eleonôra Amorim, e o membro do Tribunal de Ética da OAB-PB, Carlos Neves.

 

CLIQUE AQUI PARA VER TODAS AS FOTOS DA SEMANA PARAIBANA DE ÉTICA 

 

*Ascom Crea-PB