Abril Verde encerra atividades nesta terça-feira, 28, no Ponto de Cem Réis

 

Há algum tempo os meses e as cores estão sendo utilizadas para alertar as pessoas sobre temas diversos, e como exemplo temos o Outubro Rosa (Câncer de Mama) e o Novembro Azul (Câncer de Próstata). Alguns ainda não sabem, mas o mês de abril também possui uma cor e um simbolismo. O Abril Verde nasceu da necessidade de chamar a atenção dos profissionais sobre os acidentes de trabalho, e na Paraíba, o seu encerramento acontecerá nesta terça-feira, 28, das 9h às 17h, no Ponto de Cem Réis, em João Pessoa.

Dentro da agenda de encerramento de um mês que contou com diversas atividades, irá acontecer, na principal praça da Capital paraibana, a seguinte programação: plantão Fiscal de Segurança e Saúde do Trabalho (SST) com a presença de auditores-fiscais do trabalho da Superintendência Regional do Trabalho e Emprego na Paraíba (SRTE-PB), apresentação teatral, atendimentos em saúde do trabalhador pelos profissionais dos Centros de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest Regional) e do Serviço Social da Indústria (Sesi-PB) na Unidade Móvel do Sesi-PB, painel e exposição de fotografias sobre SST, parlatório, coleta de assinaturas para ‘Petição Pública em SST ao Governador do Estado da Paraíba’ para implantação da ‘Delegacia Especializada na Investigação do Acidente do Trabalho’, homenagem às Vítimas de Acidentes do Trabalho e abraço ao ‘Ponto de Cem Réis’.

Para a engenheira de segurança do trabalho, que é uma das idealizadoras e coordenadoras da atividade na Paraíba, além de conselheira do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia da Paraíba (Crea-PB), Aparecida Estrela, é importante a existência de um mês em memória daqueles que morreram por causa da falta de segurança no trabalho: “Lamentamos aqueles que morreram, porém, que eles sirvam de lembrança de que todos os níveis de governo são fundamentais para fazer mais por leis de saúde e segurança, e vigorosamente julgar violações quando um trabalhador é morto ou gravemente ferido. É tempo de tratamento justo e igualitário perante a lei para mortes e acidentes de trabalho”.

Ela ainda acrescentou que o Crea-PB realiza um papel bastante importante, mesmo não sendo essa a sua função: “Sabemos que os fiscais do Crea-PB visitam obras em toda a Paraíba, e em algumas vezes eles fazem o papel de orientadores, mostrando, tanto para o empregado quanto para o empregador, a importância da utilização dos equipamentos de segurança. A saúde do trabalhador também representa a ‘saúde’ daquela obra ou daquela empresa”.

Engenheira de Segurança do Trabalho Aparecida Estrela

Idealizado em 2013, no dia do Engenheiro e do Técnico de Segurança do Trabalho (27 de novembro) pelo presidente do Sindicato dos Técnicos de Segurança do Trabalho do Estado da Paraíba (Sintest-PB), Nivaldo Barbosa, o mês de abril foi escolhido por causa de duas datas importantes: 7 de abril (Dia Mundial da Saúde) e 28 de abil (Dia Internacional em Memória as Vítimas de Acidentes e Doenças do Trabalho – foi instituída pela Organização Internecional do Trabalho – OIT em 2003)

Em 2015, o Abril Verde aconteceu em doze estados brasileiros, e entre eles a Paraíba, e a engenheira Aparecidade Estrela destacou ainda que a iniciativa não partiu das instituições, e sim dos trabalhadores.

Uma série de atividades destacaram a importância do alerta sobre a quantidade de trabalhadores que morrem, ou que ficam com sequelas, por acidentes ocorridos durante o exercício da sua profissão. Logo no início do mês foi realizada uma Sessão Especial na Câmara Municipal de João Pessoa, e no decorrer das semanas aconteceram palestras, seminários, reuniões, oficina, Semana de Prevenção e Combate aos Acidentes do Trabalho, e a entrega de Selo/Certificado de ‘Boas Práticas em Segurança e Saúde no Trabalho’ ao Sr. Antonio Inácio da Silva (proprietário do Engenho Imaculada Conceição – Cachaça Serra Limpa).

Na organização das ações do Abril Verde na Paraíba estiveram o Núcleo de Segurança e Saúde do Trabalhador da SRTE-PB (Negur), Programa de Gestão Compartilhada (PGC), Associação de Engenharia de Segurança do Trabalho da Paraíba (Aest-PB), Sindicato dos Técnicos de Segurança do Trabalho do Estado da Paraíba (Sintest-PB) e Centro Regional de Referência em Saúde do Trabalhador de João Pessoa- PB (Cerest Regional).

Apoiaram o Abril Verde: Conselho Regional de Engenharia e Agronomia da Paraíba (Crea-PB), Superintendência Regional do Trabalho e Emprego na Paraíba (SRTE-PB), Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), – Ministério Público do Trabalho na Paraíba (MPT), Instituto Nacional da Seguridade Social (INSS), Delegacia Sindical na Paraíba do Sindicato Nacional dos Auditores-Fiscais do Trabalho (Sinait), Centro de Referência em Saúde do Trabalhador do Estado da Paraíba (Cerest Estadual), Central Única dos Trabalhadores da Paraíba (CUT-PB), Sindicato Intermunicipal dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção Civil, da Construção Pesada e do Mobiliário de João Pessoa (Sintricom-JP), Associação Nacional de Engenharia de Segurança do Trabalho (Anest), Associação Paraibana dos Engenheiros Ambientais (Apeamb), Comissão Permanente Regional Rural da Paraíba (CPRR-PB), Comitê Permanente Regional da Construção Civil de Campina Grande e Região (CPR-CGR) e Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado da Paraíba (Fetag).

Fonte: Dani Rabelo (Ascom/Crea-PB)