Emlur e Crea-PB debatem o destino dos resíduos da construção civil

 

O destino dos resíduos resultantes das obras da construção civil realizadas em João Pessoa foi o tema da reunião entre os membros do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia da Paraíba (Crea-PB) e a Autarquia Especial Municipal de Limpeza Urbana (Emlur). O encontro aconteceu na sede da Emlur, nesta terça-feira, 28.

Com a presença da presidente do Crea-PB, Giucélia Figueiredo, do assessor institucional do Conselho, Corjesu Paiva, do sub-gerente de Fiscalização do CREA-PB, Juan Ébano, e do engenheiro civil da Emlur, José Dantas de Lima, o superintendente da Emlur, Lucius Fabiani falou sobre o Plano Municipal de Gestão dos Resíduos da Construção Civil.

“A Prefeitura Municipal, através da Emlur, inciou o debate sobre esse plano, e o Crea-PB é a primeira entidade que chamamos para dialogar. Essa é uma ação que está prevista no Plano de Gestão Integrada dos Resíduos Solos que foi aprovado, transformado em lei em dezembro de 2014, e que já está em vigor”, destacou.

Para a presidente do Crea-PB, é importante a participação da entidade nas discussões que tratem do que é descartado pela construção civil: “Somos uma entidade composta por engenheiros e técnicos que atuam nesta área, e podemos contribuir na construção de ações que possam resolver esse, que é um dos grandes problemas do setor. Com certeza a solução passa pela gestão pública, porém, será necessário que todos (empresários, engenheiros e funcionários) tenham consciência do papel que cada um deve exercer”.

O superintendente da Emlur destacou que posteriormente o Sinduscon-JP também será chamado para tratar sobre o Plano, e que esse foi apenas um primeiro momento. “É muito importante juntar esses atores, Crea-PB, Sinduscon e toda a cadeia da construção civil, para poder ouvir as opiniões e construir um plano que atenda os interesses de todos, e que garanta para a cidade de João Pessoa a sustentabildiade da construção civil”, explicou.

Segundo dados da autarquia municipal, um dos nossos maiores problemas da limpeza urbana é o resíduo da construção civil que é depositado de forma irregular, entre eles, terrenos e áreas de preservação ambiental.

Fonte: Dani Rabelo (Ascom/Crea-PB)