Fiscalização de cercas e alarmes é discutida em reunião da Câmara de Elétrica

Na Paraíba, cresce cada vez mais, em quantidade e dimensões, o número de condomínios residenciais. Essas habitações reúnem centenas de moradores e, preocupada com a segurança dessas pessoas, a fiscalização do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia da Paraíba (Crea-PB) passou a realizar vistorias contínuas nesses locais. O objetivo é averiguar as responsabilidades técnicas dos equipamentos que demandam manutenção especializada. Para debater sobre o assunto, a Câmara Especializada de Engenharia Elétrica do Crea-PB recebeu, nesta quinta-feira (17), a fiscal do Conselho, Tatiane Pires, que fez uma exposição aos conselheiros sobre a fiscalização de cercas elétricas, alarmes e circuitos fechados de TV em condomínios de Campina Grande.

De acordo com Tatiane, as empresas e profissionais responsáveis por esses serviços devem ter registro no Crea e elaborar Anotações de Responsabilidade Técnica – ARTs sempre que realizarem a instalação ou manutenção dos equipamentos. Para a Agente Fiscal, o objetivo é demonstrar a importância da fiscalização para os consumidores, do ponto de vista da segurança e da garantia dos equipamentos e serviços.

O trabalho feito na cidade de Campina Grande e região, de acordo com o gerente adjunto de Fiscalização do Crea, Juan Ébano, é fruto de um planejamento da GFIS no sentido de interiorizar cada vez mais as ações, intensificando as fiscalizações nas diversas modalidades da Engenharia e da Agronomia. “Estabelecemos uma série de estratégias para fiscalizar as  atividades técnicas em prol de prestação de serviços que tenham a devida participação de profissional habilitado, em observância aos princípios legais, éticos, econômicos, técnicos e ambientais, e levando em conta as necessidades da população paraibana”, afirma Juan.

O gerente da Fiscalização do Regional, Antônio César complementa que o trabalho cumpre com o Planejamento Estratégico do PRODAFISC, iniciado em maio deste ano. ” A fiscalização pretende atingir a meta estabelecida no programa elaborado pela GFIS e Assessorias Técnica e de Projetos, no qual visitará todos os municípios de nosso estado e intensificará a fiscalização do exercício profissional da Engenharia e Agronomia com agentes fiscais da sede e demais inspetorias”, explica.

 

“Fiscalização Pedagógica”

Para conscientizar os síndicos e condôminos sobre a importância do assunto, o Crea-PB tem investido ainda em uma fiscalização pedagógica. Durante a vistoria, o Agente Fiscal disponibiliza para o responsável pela administração do condomínio um manual editado pelo Conselho de Engenharia. O material, intitulado “Manual do Condomínio” tem a intenção de oferecer a síndicos e proprietários um guia com as principais regras para a manutenção e reformas de condomínios, de acordo com a legislação e normas vigentes.

Ascom Crea-PB