Crea participa de trabalho de conscientização sobre uso e comércio de agrotóxicos em Itapororoca

Evento fez parte de reunião da Comissão Regional Rural da Paraíba

Na manhã desta quarta-feira (19), o Crea-PB participou de mais uma ação em prol do combate ao uso e comércio indiscriminados de agrotóxicos no Vale do Mamanguape.  Agricultores e comerciantes foram convidados a participarem de uma série de palestras no sítio Lagoa do Saco, zona rural do município de Itapororoca. O assessor técnico do Crea-PB, eng. agrº. Raimundo Nonato, e o subgerente de Fiscalização, Juan Ébano, representaram a entidade. O evento fez parte da pauta de reunião da CPRR- Comissão Regional Rural da Paraíba.

A ação teve a participação de vários órgãos do Estado, entre os quais estão aqueles que participaram da Operação “Ceres” na última semana, como Sudema e Sedap. O foco foi a conscientização dos produtores, trabalhadores rurais e comerciantes em relação a importância de cumprir com a legislação que rege o uso e o comércio de agrotóxicos. Isso porque, segundo Raimundo Nonato, o cumprimento da lei dá a todos não só a segurança formal e legal, mas afasta os riscos à saúde de todos aqueles que manuseiam os agrotóxicos. “Além disso, quando esses produtos são aplicados sem que haja a supervisão e acompanhamento de um responsável técnico habilitado pelo Crea, a sociedade passa a consumir seus alimentos sem nenhuma segurança. Do trabalhador que planta a semente à família que consome o alimento final, todos saem prejudicados”, explica o assessor técnico do Crea-PB.

A ação desta quarta-feira foi coordenada pelo médico José Ribamar Gomes, auditor do Ministério do Trabalho. Além dos órgãos que já haviam participado da  operação Ceres, também estiveram presentes representantes da Arpan – Associação de Revendedores de Produtos Agropecuários do Nordeste, Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Itapororoca, Associação Paraibana de Engenheiros Ambientais, Associação Paraibana de Engenheiros Agrônomos, SENAR, FETAG, ASPLAN, SINDALCOOL, Associação de Bombeiros Civis.

A CPRR

A Comissão Permanente Regional Rural da Paraíba aproveitou a oportunidade para realizar sua reunião, que acontece a cada dois meses – geralmente em João Pessoa. A reuniões da CPRR têm o objetivo de debater a prevenção de acidentes no campo (eliminando ou reduzindo riscos) e doenças relacionadas ao trabalho rural, além de outras questões inerentes a atuação dos trabalhadores rurais.

A CPRR é  composta de forma tripartite por representantes dos governos estadual e federal, de empregados rurais e de empregadores, à qual o Crea-PB integra. A Comissão tem como atribuições discutir e propor medidas capazes de melhorar os ambientes de trabalho rural, estudar e propor melhorias e adequações nas máquinas, equipamentos de proteção e ambientes de trabalho, articular campanhas de prevenção de acidentes, além de definir prioridades para a atuação dos órgãos de fiscalização, propor melhorias e adequações no conteúdo da NR 31, entre outras atribuições. Apesar de ter um papel importante, muitos estados ainda não formaram suas comissões ou o fizeram sem que elas atuem efetivamente.